quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Independência, Amor e Arte


Faz pouco tempo que recebi pelos correios as cartas de natal produzidas pelos membros da associação dos Pintores com Boca e os Pés. Eu já tinha visto algo sobre essa sociedade em algum programa na TV, mas faz muito tempo, uns sete anos atrás.


Eu já fiz um breve curso de pintura, pra aprender algumas técnicas, pois eu tenho o costume de desenhar. Confesso que é difícil, mas é uma atividade que ajuda e muito, a relaxar. Achei uma boa idéia enviar os cartões produzidos por eles, além de presentear com um lindo cartão aquele parente ou pessoa especial, você divulga o trabalho desses verdadeiros artistas, servindo também de estímulo para os mesmos. Eu já enviei o meu, e você?

Vou reproduzir aqui, uma carta (que veio no envelope, junto com os cartões natalinos) escrita com a boca pelo pintor Clênio Ventura.

Prezado (a) Senhor (a)

      Provavelmente já deve ter ouvido falar de nós, os pintores que pintam com a boca ou com os pés. Somos um grupo de artistas plásticos que, por impedimento de nossos membros superiores, usamos a oca ou os pés para fazer o trabalho artístico que acompanha esta carta.
      Pretendemos ser úteis e não depender de caridade. Por isso nos colocamos em frente a um cavalete no intuito de criar temas que em seguida serão reproduzidos em cartões, calendários, adornos de presente, etc. para venda.
      Assim, oferecemos-lhe essa coleção de seis cartões e adornos de presente, pelo preço de R$ 25,00 que, se forem do seu agrado, poderão ser pagos  atr avés de boleto bancário anexo. Lembramos que não há compromisso algum de sua parte em fazê-lo e, por esse motivo, o boleto é contra-apresentação e não registrado junto ao banco.
      Agradecemos muito por nos dedicar alguns minutos do seu precioso tempo, assim como por sua compra ou pedidos adicionais que queira fazer, o que nos estimula a seguir adiante com nossa vocação para a pintura.
      Aproveitamos a oportunidade para desejar-lhe um feliz natal  e um ano novo cheio de saúde e alegrias.

 Nascido em 23/11/1998, em Brasília/DF. Ficou tetraplégico com 19 anos após sofrer um acidente ao mergulhar em águas rasas. A partir daí aprendeu a pintar com a boca, se dedicando totalmente à arte.
***

Veja o trabalho, a história da associação e os membros, assim como maiores informações no site: http://www.apbp.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários serão lidos e sempre que possível respondidos.